Avaliação da atividade antibacteriana da Mikania glomerata em formulação cosmética

Data
2023-12-27
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
IFSP

Resumo

O uso de produtos inibidores de odor como os desodorantes e antiperspirantes pela população ocorre a várias gerações, porém, atualmente, se tem uma maior preocupação com as substâncias que compõem esses produtos. Alguns estudos associam essas substâncias a possíveis doenças, como o Alzheimer devido à presença de compostos de alumínio nas formulações. As empresas buscam alternativas a essa problemática com produtos que tenham como princípio ativo compostos naturais que não sejam tóxicos aos seus consumidores, porém os preços elevados os tornam pouco acessíveis. Por isso, este trabalho buscou apresentar uma alternativa viável com o princípio ativo cumarina presente nas folhas da Mikania glomerata, conhecida popularmente como guaco. Para analisar a eficiência deste princípio ativo foram realizados extratos para aplicação em formulações naturais sólidas e líquidas e, então, avaliada sua eficiência, em teste in vitro, contra a bactéria Staphylococcus aureus. Para verificar a eficiência da extração utilizou-se o método da cromatografia em camada delgada. Com os resultados, concluiu-se que é possível aplicar o princípio ativo em uma formulação natural, entretanto, é necessário que outros testes, avaliações e análises quantitativas para determinação da concentração ideal para uma ação antimicrobiana mais eficiente.


Descrição
Palavras-chave
Citação