O trabalho em grupo como metodologia possível para desenvolver competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

dc.contributor.advisorSilva, Lucas Casanova
dc.contributor.authorCardoso, Beatriz Rossignol Vieira
dc.date.accessioned2023-10-11T17:11:01Z
dc.date.available2023-10-11T17:11:01Z
dc.date.issued2022-09-10
dc.description.abstractNum mundo de mudanças constantes, os professores têm precisado avaliar continuamente suas metodologias de ensino e sua adequação às necessidades e realidades da sua sala de aula, descartando as que não atingem seu público, adequando aquelas que atingem parcialmente e implementando metodologias que alcancem mais alunos. O trabalho em grupo e outras metodologias de ensino colaborativo fazem parte dos diferentes tipos de metodologias que muitos professores utilizam. No entanto, nem sempre o trabalho em grupo atinge seus objetivos de ensino, dados os problemas que surgem em algumas turmas e a dificuldade de administrar algumas atividades. Então por que algumas turmas e/ou alguns grupos trabalham melhor do que outros, elaborando um produto final de melhor qualidade? Por que algumas atividades de trabalho em grupo são mais bem-sucedidas do que outras? É possível elaborar tarefas de trabalho em grupo que resultem em aprendizagem e bons produtos finais em qualquer componente curricular, inclusive Matemática? E isso mesmo em turmas heterogêneas com grande diversidade em todos os sentidos? Elizabeth Cohen e Rachel Lotan respondem a cada uma dessas perguntas, explicando os motivos pelos quais algumas tarefas de trabalho em grupo são um completo fracasso para alguns alunos. Elas também afirmam que é possível elaborar tais tarefas de trabalho em grupo em turmas heterogêneas com bons resultados, tanto no produto final apresentado pelos alunos quanto em outros aspectos. De fato, a metodologia de Trabalho em grupo desenvolvida por elas apresenta os princípios necessários para elaborar tarefas que engajem mais os alunos em turmas heterogêneas em um aprendizado ativo, inclusive aqueles que apresentam dificuldade no componente curricular, sem prejudicar o progresso dos alunos que já possuem níveis adequados de aprendizagem. Além disso, ao compararmos os princípios e possibilidades dessa metodologia com as concepções da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), percebemos que há muitos pontos de acordo. Também, quando analisamos essa metodologia de trabalho em grupo junto a cada uma das competências gerais da BNCC, percebemos que ela permite desenvolver cada uma delas, sem exceção. E visto que permite trabalhar todas as competências gerais, também permite trabalhar as competências socioemocionais que estão incluídas nelas. Para a área de Matemática, o trabalho em grupo de Elizabeth Cohen e Rachel Lotan permite trabalhar cada uma de suas competências específicas, seja para o Ensino Fundamental, seja para o Ensino Médio. Em vez de precisar desenvolver atividades que trabalhem separadamente as competências específicas da Matemática e as socioemocionais, essa metodologia permite que os alunos trabalhem várias competências socioemocionais enquanto se debruçam sobre tarefas que podem englobar mais de uma habilidade específica desse componente curricular. Portanto, visto que com a implantação da BNCC há a necessidade de proporcionar aos alunos oportunidades de desenvolver não apenas as competências gerais e específicas de seu componente curricular, mas também as competências socioemocionais, esta metodologia apresenta-se como forte aliada do professor para atingir os objetivos de aprendizagem enquanto recupera as defasagens e proporciona oportunidades de aprofundar o conhecimento de seus alunos.
dc.description.abstract2In a world of constant change, teachers have needed to continually evaluate their teaching methodologies and their suitability to the needs and realities of their classroom, discarding those that do not reach their audience, adapting those that partially reach and implementing methodologies that reach more students. Group work and other collaborative teaching methodologies are part of the different types of methodologies that many teachers use. However, group work does not always achieve its teaching objectives, given the problems that arise in some classes and the difficulty of managing some activities. So why do some classes and/or some groups work better than others, producing a better quality final product? Why are some group work activities more successful than others? Is it possible to design group work tasks that result in learning and good final products in any curricular component, including Mathematics? And is that even in heterogeneous classes with great diversity in every way? Elizabeth Cohen and Rachel Lotan answer each one of these questions, explaining why some group work assignments are a complete failure for some students. They also claim that it is possible to develop such group work tasks in heterogeneous classes with good results, both in the final product presented by the students and in other aspects. In fact, the Group Work methodology developed by them presents the principles necessary to develop tasks that results in more engagement of students in heterogeneous classes in active learning, including those who have difficulty in the curricular component, without harming the progress of students who already have appropriate levels of learning. In addition, when comparing the principles and possibilities of this methodology with the concepts of the National Common Curricular Base (BNCC), we realize that there are many points of agreement. Also, when we analyze this methodology of group work together with each of the BNCC's general competences, we realize that it allows us to develop each one of them, without exception. And since it allows you to work on all general skills, it also allows you to work on the socio-emotional skills that are included in them. In the area of Mathematics, Elizabeth Cohen and Rachel Lotan's group work allows them to work on each of their specific skills, whether for Elementary School or High School. Instead of having to develop activities that work separately on specific Mathematics skills and socio-emotional skills, this methodology allows students to work on various socioemotional skills while focusing on tasks that may encompass more than one specific skill of this curriculum component. Therefore, since with the implementation of the BNCC there is a need to provide students with opportunities to develop not only the general and specific skills of their curricular component, but also the socio-emotional skills, this methodology presents itself as a strong ally of the teacher to achieve the learning objectives while making up for gaps and providing opportunities to deepen your students' knowledge
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.identifier.bibliographicCitationCARDOSO, Beatriz Rossignol Vieira. O trabalho em grupo como metodologia possível para desenvolver competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 2022. 106 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional - PROFMAT) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, São Paulo, 2022.
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifsp.edu.br/handle/123456789/397
dc.identifier2.lattes2539878294312137
dc.publisherIFSP
dc.publisher.campiSÃO PAULO
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazilen
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
dc.subject.keywordsTrabalho em grupo
dc.subject.keywordsMatemática
dc.subject.keywordsBNCC
dc.titleO trabalho em grupo como metodologia possível para desenvolver competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)
dc.title.alternativeGroup work as a possible methodology to develop skills from the National Common Curricular Base (BNCC)
dc.typeTeses e Dissertações
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Beatriz Rossignol.pdf
Tamanho:
674.54 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.92 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: